Altair Hoppe >> O boi gigante do Detetive Virtual

Foi ao ar dia 03/01/2010, o quadro Detetive Virtual do Fantástico com o caso do boi gigante da Inglaterra (veja o vídeo acima). O Tadeu Schmitt, que apresenta e produz o quadro, mandou uma imagem desse “bicho” e me disse que eles haviam filmado o animal e quando comparado com uma foto divulgada pela internet, o “bicho” aparentava, na imagem, ser maior que no vídeo. Então, o objetivo era checar se havia ou não a manipulação na imagem. Que o boi existia era fato, que era grande também. Então, porque alguém precisaria manipular a imagem que já era impressionante? Bem, antes das respostas, veja a imagem em questão.

Na primeira olhada, a imagem não dá indícios de montagem. O boi é grande o dono do animal está ali paradinho, tudo certo. Mas quando olhamos todos os elementos da imagem com mais atenção, notamos que a perspectiva do boi está inclinada à direita e a do homem para a esquerda. Como pode isso? Aí está uma falha de edição que comprova a manipulação. Como a imagem foi feita sob a luz do dia (luz solar), a direção das sombras deveria estar na mesma perspectiva, no mesmo sentido. O que não está acontecendo. E qual a intenção dessa manipulação? Simples, se fizermos uma seleção no Photoshop no boi e na sua sombra e flipar no Photoshop pelo menu Edit > Transform > Flip Horizontal.Veja como fica a imagem com essa inversão:

Agora sim. Observe que agora as sombras estão no mesmo sentido. E por que isso foi feito? Colocar o dono e o boi um de frente para o outro, acreditou o editor do jornal, que era bem mais interessante do que o “bumbum” do animal virado para o dono.

Mas quando fizemos essa inversão notamos também algo estranho no tamanho da sombra do aninal. Apesar de estarem no mesmo sentido, a perspectiva não é igual a sombra do homem. E aí aparece a segunda falha na edição. Para dar um pouco mais de impacto nos leitores, optou-se em aumentar um pouquinho o tamanho do bicho, o que causou um desalinhamento do seu corpo com sua sombra. Como o tamanho boi é de 1,90m, usamos uma regra dos terços usando o tamanho do homem e sua sombra para concluir que, houve um aumento de quase 20 centímetros. Não é muito, mas é uma ampliação que visa impressionar ainda mais os leitores. Claro que o ideal seria não fazer a montagem ou se fosse um caso imprescindível, faze-la bem feita a ponto de se tornar tão exata quanto a realidade. Para isso, elementos como sombras, textura (ruído) e perspectivas devem estar perfeitamente alinhadas.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: